, Ilustração de Eleanor para o livro "O livro de ouro das mulheres famosas" (1919) [+]

Como a descoberta e o compartilhamento de informações confiáveis evoluíram

Às vezes, pode-se sentir como se o mundo mudasse mais rapidamente do que nunca, e é fácil esquecer que estamos vivendo na vanguarda de um cronograma histórico de criação de conhecimento que evoluiu através de séculos e entre culturas, idiomas e tecnologias.

A Fundação Wikimedia recentemente organizou três discussões ao estilo “brown bag” – debates casuais realizados na hora do almoço – com especialistas sobre a evolução da história do compartilhamento de conhecimento, fornecendo um contexto valioso para a compreensão dos desafios modernos de hoje e as oportunidades para sustentar e construir a comunidade Wikipédia mundial do futuro. Cada um de nossos especialistas convidados (Panthea Lee, Adam Hochschild e Uzo Iweala) fez eco dos principais aspectos de outros projetos que a Fundação organizou como parte de seu esforço mais amplo para entender o futuro da Wikimedia.

Abaixo está um resumo dos dois principais temas que surgiram nas discussões, cada um dos quais foi postado com os vídeos completos e transcrições.

Nossa confiança em ambas as fontes e métodos de distribuição de informações continua a evoluir. As pessoas têm atitudes mutantes em relação à confiabilidade das instituições de conhecimento tradicional e, mais frequentemente, preferem usar canais personalizados para descobrir e compartilhar informações com pessoas em quem confiamos. Isto é especialmente verdadeiro para os leitores mais jovens, um foco de nossa discussão com Panthea Lee, designer principal da Reboot, uma empresa de design de pesquisa que ajudou a lançar o projeto Novos leitores na Nigéria e na Índia.

“Nós vemos muitos jovens seguindo vloggers e blogueiros … que construíram confiança de certas maneiras que podem não ver o conteúdo da Wikipédia como confiável ou fácil de usar”, disse Lee, observando que um possível futuro aspecto do trabalho da fundação poderia construir formas de incorporar recursos e ferramentas modulares da Wikipédia em comunidades baseadas em canais, nos quais os leitores mais jovens descobrem, criam e compartilham informações que confiam com pessoas em quem confiam mais do que editoras tradicionais.

A confiança enfraquecida nas instituições tradicionais de educação pode estar acelerando o interesse na criação e compartilhamento de conhecimento pessoal também. “As pessoas estão com fome de fontes alternativas de conhecimento”, disse Uzo Iweala, um médico, autor, assessor da Fundação e CEO e editor-chefe da Ventures Africa.

A expansão para novos leitores também pode levar um desafio de verificação. Fontes de conhecimento que podem ser consideradas de menor valor em certas comunidades, como a narração oral, são confiáveis fontes primárias em outras. Iweala compartilhou um exemplo pessoal: “Nós podemos rastrear [minha própria linhagem] para talvez os anos 1400, mas ninguém acreditaria porque o início disso é no nos 1800, quando os britânicos entraram e começaram a manter registros em papel. Mas as histórias vão para trás, muito mais.

A criatividade em face de obstáculos pode inspirar novos e brilhantes métodos de compartilhamento de conhecimento. Adam Hochschild, co-fundador da Mother Jones, analisou a história do compartilhamento de conhecimento, fornecendo alguns exemplos poderosos de como as pessoas criaram soluções para barreiras de compartilhamento de informações.

Hochschild apontou para o estudo de Londres no mês de fevereiro de 1788, onde “metade dos debates em registro são sobre escravidão ou comércio de escravos”. Adam queria saber o que causou o aumento dramático na discussão registrada da escravidão. Sua pesquisa levou-o a descobrir um caso de uso extraordinariamente brilhante em ativismo baseado em formatos.

“Um pequeno grupo bem organizado de abolicionistas começou a experimentar” com o uso de panfletos e inspirou a criação de um famoso cartaz (abaixo), ele nos contou, descrevendo a arrumação do navio escravo britânico Brookes sob o ato de comércio de escravos regulado de 1788.

Texto Tamires 01

Hochschild disse que o cartaz ajudou a fortalecer o apoio público para acabar com a escravidão:

A impressão de gráficos em preto e branco tinha sido em torno, por um século. Mas eles começaram a usar isso para seus propósitos, e um resultado de tudo o que se viu como um famoso cartaz de um navio escravo … Você lê memórias desse período e encontra muitas pessoas escrevendo sobre o impacto que teve sobre eles quando estes primeiro viram o cartaz do navio escravo.

Em um exemplo mais moderno de inovação em soluções baseadas em histórias para gravação e compartilhamento de conhecimento, Hochschild apontou para o Arquivo Popular da Índia, que documenta exatamente o tipo de informação que as organizações locais de notícias evitaram historicamente, como canções tradicionais que os estudiosos podem agora usar para pesquisa.

É um pouco irresistível pensar em todas as histórias que nunca foram compartilhadas apenas porque ainda não existe uma maneira de fazê-lo. A boa notícia é que a história e o trabalho das comunidades ao redor do mundo hoje mostram que é possível construir um futuro para o compartilhamento de conhecimento entre novas gerações e culturas. Tudo o que precisamos é criatividade, dedicação, confiança e um reconhecimento de que as coisas mudarão novamente.

Você mudou a maneira como você descobre e compartilha informações em que confia? Convidamos você a aprender a se juntar a nós na discussão sobre as formas de participar do compartilhamento de conhecimento e nos contar sobre os desafios que você enfrenta (e suas soluções criativas favoritas).


Margarita Noriega, consultora de estratégia, comunicações Fundação Wikimedia – matéria publicada no dia 07 de Julho de 2017. Publicada em português no Blog Traço de Ciência.

Vídeos e transcrições de cada brown bag estão disponíveis no Commons.

Wiki
<ref "wmbr1261">João Alexandre Peschanski (1 de outubro de 2017). [http://wp.me/p5zA2r-kl Como a descoberta e o compartilhamento de informações confiáveis evoluíram] Wikimedia no Brasil. Visitado em 23 de outubro de 2017 </ref>
ABNT
Como a descoberta e o compartilhamento de informações confiáveis evoluíram. In: Website Wikimedia no Brasil. São Paulo: Wikimedia no Brasil, 2017. Disponível em: <http://wp.me/p5zA2r-kl>. Acesso em: 23 out. 2017.

Seu e-mail (obrigatório)

Erro encontrado neste post

  • Como a descoberta e o compartilhamento de informações confiáveis evoluíram é um artigo sobre Blog Wikimedia, Conhecimento livre, GLAM
  • Às vezes, pode-se sentir como se o mundo mudasse mais rapidamente do que nunca, e é fácil esquecer que estamos vivendo na vanguarda de um cronograma histórico de criação de conhecimento que evoluiu através de séculos e entre culturas, idiomas e tecnologias. A Fundação Wikimedia recentemente organizou três discussões ao estilo “brown bag” – debates […]
  • Blog Wikimedia, Conhecimento livre, GLAM
  • Wikimedia
  • Wikimedia no Brasil
  • http://wikimedianobrasil.org/wp/wp-content/uploads/2016/01/Eleanor_Fortesque_Brickdales_Golden_book_of_famous_women_1919.jpg