Katsushika Hokusai , "A grande onda de Kanagawa", a primeira gravura da série "Trinta e seis vistas do monte Fuji" CC Zero [+]

Wikipédia na sala de aula de história da arte

Desde que lecionei pela primeira vez com atividades de pesquisa baseadas na Wikipédia em 2011, o processo se tornou muito mais simples para professores e alunos. Minhas razões para fazer os alunos criarem páginas na Wikipédia, em vez de escreverem atividades de pesquisa tradicionais, serão familiares para outros que seguiram esse caminho. Isto permite aos alunos aprimorarem sua habilidade de pesquisa e sua capacidade de escrever em contexto, além de se envolverem com um empreendimento que sentem que é (e de fato é) mais propositivo. Eles criam uma contribuição duradoura para recursos abertamente disponíveis sobre um assunto e assumem um orgulho muito evidente neste trabalho. Além disso, como a maioria dos alunos das aulas de história da arte tende a ser composta por mulheres, a prática oferece uma maneira de impactar um grupo que de outra forma permaneceria mal representado no maior recurso educacional aberto do mundo, um conjunto de habilidades que podem levar a um envolvimento futuro quando o semestre acabar.

Na gama de conteúdos que ensino em uma grande universidade pública, descobri que os cursos que mais se ajustam a atividades de escrita na Wikipédia são aqueles referentes a temas um pouco fora do cânone principal dos maiores sucessos da história da arte (por exemplo, a arte sienesa teve melhores oportunidades do que a arte florentina, assim como a arte bizantina, comparada à arte gótica, etc.). Eu usei estas atividades com maior frequência para a história da arte bizantina, uma vez que tinha o maior desequilíbrio entre tópicos notáveis com abundante escrita acadêmica e cobertura na Wikipédia. Eu descobri quantas oportunidades havia quando, com uma pesquisa inicial no conhecido livro Byzantine Art de Robin Cormack, descobri que apenas metade dos trabalhos-chave que ilustrara o período tinham artigos na Wikipédia. Meus alunos também criaram ou expandiram verbetes na Wikipédia sobre tópicos como arte góticaarte sienesa do Trecento e humanidades digitais.

O Painel da disciplina no site da Wiki Education Foundation estrutura o treinamento dos alunos em como criar e editar artigos, mas paralelo a isso, há materiais adicionais para as atividades no meu sistema de gerenciamento de aprendizado. Antes do semestre começar, eu estudo tópicos prontos para terem verbetes criados ou expandidos. Outros professores que conheço fazem os alunos descobrirem temas em potencial por conta própria, mas dado o período de quinze semanas em minha universidade, esta fase de exploração não parece viável. Os alunos seguem uma trajetória de pesquisa semelhante à dos trabalhadores tradicionais, na qual eles apresentam bibliografias preliminares na terceira semana, rascunhos completos com revisão por pares na sétima semana, versões revisadas na nona semana e, então, depois que eu aprovo a versão revisada, eles publicam seus materiais na Wikipédia. Olhando para exemplos do inverno de 2017, os alunos criaram novas páginas sobre temas mais abrangentes, como o vidro bizantino, e sobre objetoslocais e pessoas específicos, como Lázaro, o Iconógrafo e Mosteiro de Dafne.

Aprimorar a habilidade de avaliar criticamente informações é um objetivo pedagógico central em minhas aulas. Por isso, exijo que a pesquisa dos alunos seja fundamentada em fontes revisadas por pares com o mesmo rigor das atividades de pesquisa não relacionadas com a Wikipédia. Ensinar os alunos a pensar criticamente sobre suas fontes consome tempo. Inevitavelmente, tenho reuniões individuais com muitos estudantes que não realizaram esse tipo de pesquisa antes. Nestas sessões e avaliações finais, os alunos relatam que se sentem muito mais motivados para se esforçarem em suas pesquisas porque sabem que terão o mundo todo como audiência na Wikipédia. Além disso, quando encontro alunos mais tarde, às vezes depois da aula, muitas vezes dizem que ainda conferem suas páginas na Wikipédia. Quando ouço isto, sei que todo o trabalho envolvido valeu a pena.


Anne McClanan é professora de História da Arte e Humanidades Digitais na Universidade Estadual de Portland, na qual incorpora trabalhos com Wikipédia a várias aulas desde 2011.

Imagem: Byzantine Glass and Silver-Stain Bracelet.jpg, pelo Metropolitan Museum of Art, CC0, via Wikimedia Commons.

*Este texto foi originalmente publicado no site da Wiki Education Foundation em 20 de junho de 2017. Traduzido para o português no Blog Traço de Ciência.

Wiki
<ref "wmbr1249">João Alexandre Peschanski (1 de setembro de 2017). [https://wp.me/p5zA2r-k9 Wikipédia na sala de aula de história da arte] Wikimedia no Brasil. Visitado em 14 de dezembro de 2017 </ref>
ABNT
Wikipédia na sala de aula de história da arte. In: Website Wikimedia no Brasil. São Paulo: Wikimedia no Brasil, 2017. Disponível em: <https://wp.me/p5zA2r-k9>. Acesso em: 14 dez. 2017.

Seu e-mail (obrigatório)

Erro encontrado neste post

  • Wikipédia na sala de aula de história da arte é um artigo sobre arte, Estados Unidos, Fundação Wiki Educação, história da arte
  • Desde que lecionei pela primeira vez com atividades de pesquisa baseadas na Wikipédia em 2011, o processo se tornou muito mais simples para professores e alunos. Minhas razões para fazer os alunos criarem páginas na Wikipédia, em vez de escreverem atividades de pesquisa tradicionais, serão familiares para outros que seguiram esse caminho. Isto permite aos […]
  • arte, Estados Unidos, Fundação Wiki Educação, história da arte
  • Comunidade
  • Wikimedia no Brasil
  • http://wikimedianobrasil.org/wp/wp-content/uploads/2016/07/1024px-Great_Wave_off_Kanagawa2.jpg